terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Os opostos se distraem

Essa gente não aprende não é?! Acabei de ler uma reportagem sobre um casal lésbico e um senhor, causarem um bafafá por conta de UM beijo!

Se quiserem acompanhar a reportagem segue AQUI.

O caso é de um senhor que vendo o casal aos beijos chama a polícia por presenciar um caso de pedofilia – uma de 17 e outra de 18 – ocorrido nesse sábado dia 20.

E se fosse um casal heterossexual? O senhora chamaria a policia constatando caso de pedofilia? Hmm eu acho que não, o delegado não caracterizou nem pedofilia e tão pouco homofobia – não seria um caso extremo há homofobia, mas sim é um caso de pré-julgamento – o senhor por ser morador do bairro Leblon, um bairro nobre do Rio e por assim constatar ter um nível cultural razoável, pré-julgou as meninas ou como a maioria do nosso povo acredita homossexualismo é pederastia, é pedofilia! Perae minha gente pedofilia não é sinônimo de homossexualidade! Pedofilia (definição no link) é uma desordem mental caracterizada por relações sexuais com crianças, e não um beijo lésbico, francamente esse senhor esta equivocado.

Bom o ponto aonde quero chegar é: as pessoas precisam conhecer a situação temos uma mania tão feia de PRÉ-julgar as coisas e as pessoas que torna-se feio para nos mesmos. Comecei um curso de psicologia e em meia as apresentações citei minha opção sexual, não percebi muito bem a reação do pessoal por que logicamente estava meio tenso , mas é enfim, eu entendo as pessoas que não queiram comentar sobre sua opção mas acho importante “dar a cara a tapa” pro pessoal começar a entender que não somos nem um bicho de sete cabeças, somos seres humanos iguais a tais, e muitas vezes tendo de ser melhores pra mostrar capacidade mas isso é um outro assunto que tratarei outro dia.

A sociedade precisa conhecer melhor como somos, e que sentimos igual eles, temos sentimentos por pessoas do mesmo gênero, não é uma questão unicamente sexual claro nossa característica é por nos atrairmos pelo mesmo sexo, mas também nós atraímos sentimentalmente, AMAMOS o nosso parceiro(a) temos relações conjugais e isso nos caracteriza homossexuais. Vamos mostrar quem somos e DES-estigmatizar essa idéia errônea de “seres pedófilos” ou “seres puramente sexuais”. Heterossexuais também transam! Assim como nós e só por que transam não são essencialmente caracterizados puramente sexuais, assim somos nós homossexuais, só por relacionarmos com o mesmo gênero não precisamos ser caracterizados “anômalos”, “pedófilos” entre outras coisas.

O que tento fazer é clarear a mente da nossa sociedade e assim verem com outros olhos nós que somos tão chatos quanto vocês, comemos, dormimos, transamos e fazemos todas as coisas chatas que heterossexuais fazem, e ainda temos um conflito interno e externo a enfrentar que não é fácil. E esses conflitos por nossa sociedade não entender que somos pura e simplesmente chatos como vocês heterossexuais.

Então dêem uma chance a nós para ver que não temos nada de diferente e sim de muito igual.

6 comentários:

Utopias na Carne... disse...

Somos filhos e filhas de uma geração que avaliou a geração anterior como negativa e que continua repetindo as mesmas coisas que antes... Oscar Wilde fala que as pessoas que vivem são raras, que geralmente as pessoas não fazem mais do que existir e concordo com isso... Fomos ensinados a usar PRÉ-textos, a nos mascarar, a falar o que nem sempre fazemos...


As instituições existem apenas para dar continuidade ao mesmo sistema, que é machista, patriarcal e sexista... É preciso revolucionários, gente que mostra que pode ser possível arrancar flores dos jardins, mas jamais será possivel acabar co as primaveras...

Parabéns pela sua escolha, de afirmar quem é, de ser quem é... Um outro mundo é possivel e como diz um provérbio africano: "Pessoas pequenas, em lugares pequenos, fazendo pequenas coisas podem mudar o mundo".

Beijos Grandes!

Camilla T. disse...

Mesmo este senhor citado no caso acima parecendo ser culto, a opinião dele e da maioria das pessoas é formada pela mídia.
E o que passa sobre homossexuais na mídia? Parada gay, cheia de bebidas, pessoas quase nuas, se pegando, um verdadeiro carnaval.
Passa algo sobre um relacionamento homossexual sólido, duradouro, sério na tv? Nunca vejo.
Entro numa comunidade no orkut voltada ao publico lésbico e o que vejo? Meninas sem nada na cabeça, que só pensam em pegação e em farras. O que to tentando falar é que grande parte dos homossexuais ajudam nessa banalização dos relacionamentos afetivos que está sendo imposta na cabeça das pessoas.
A mudança tem que começar por nós, e não pedindo "uma chance pra provar que merecemos", e sim mostrando, sem pedir nada, que somos iguais ou melhores que a maioria da sociedade, ja que somos desprovidos de PRÉ-conceitos.

(você nem me conhece e ja venho comentando no teu blog, mas é que ele me foi passado por uma amiga.)
=)

Utopias na Carne... disse...

É Camila, precisamos mesmo é ultrapassar os limites do preconceito, sair dessa discussão, chegar ao ponto de apenas vivermos...

Discordo quando você diz que é preciso mostrar outras coisas, mostrar a diferença, mas como fazer isso num mundo onde o normal é o "cinza, branco e preto"? Como mostrar que é normal, se a normalidade não passa de banalidade... Não creio que seja importante estar nos mesmos padrões que os filhos prediletos do sistema... É preciso sim romper, é preciso sim usar nas rua as mesmas cores que são usadas nas noites...

Me digam porque morrem tantas travestis? Será porque elas apenas saem as ruas durante a noite? Porque não pode lhes caber um lugar em nossa sociedade?

Creio que é importante ultrapassarmos a barreira do preconceito e chegarmos ao patamar do verdadeiro amor, que apenas ama, é livre, aceita o outro como ele é...

As verdades não são únicas, cada verdade é verdadeira em si mesma, e ainda mais, cada verdade pode vir se tornar ainda mais verdadeira quando confrontada com a verdade do outro...

O mundo apenas precisa de gente que é apenas aquilo que é, sem precisar se recriar para ser ACEITO...

(affe... escrevi demais)

Diogo França disse...

Ahh eu concordo com vc acho que é FATO a mídia mostra só isso mesmo, mas tbm ñ da chance pra mostrar o outro lado, banalizam sim, e uma prova é o BBB. Aonde eu qro chegar é que as pessoas tem de se dar uma chance de ver o diferente que nem todos são como são, que existe muita gente que ñ se expos por ter medo das criticas, e de fatos criticam por verem só o banal, o povo deixa nas escuras para ñ sofrer, de certa forma concordo ninguém é obrigado a sofrer "gratuitamente" mas creio que tudo tem um preço e esse pequeno sofrimento de se expor fará pessoas como aquele senhor pensar diferente ou pelo menos ter um nova ótica da situação, que NEM TODOS são como são, que somos normais e chatos como eles hehhehe siim o povo hetero gosta de ver o povo gay em paradas pq é alegre e lembram UM dia do ano, ou dois no carnaval tbm..mas o cotidiano da vida deles? não tem nada de gliter (salvo alguns hehehe) o ano todo, a mídia mostra o que convem, enfim...

MUITOOO obrigado por comentar lá no blog adoro uma troca de idéias, seja SEMPRE BEM VINDA!!!
que sua opinião será e é muito bem vinda!! é por isso que nasceu o Anormal pra gerar discuções sobre assuntos varios em especial o que eu vivo.

e como diz o diego, verdades confrontadas se tornam mais verdades! vamos ser abertos ao novo e conhecer antes de pré julgar.

Obrigado gente por comparecer!

gyovanna disse...

Diiiii*-*
Que liindo você! Não sabia que escrevia tbm! Vou estar por aqui sempre que tiver novidades.
parabéns pelo tema abordado! \o
Precisamos de pessoas inteligentes e influentes à nosso favor.

William disse...

Duminando cmo sempreeeee *-*
Meu idolo *_*
Orgulho desse guri (L)
Otimo post e eh verdade a sociedade nos julga totalmente diferentes pelo simples fato de termos uma opcao sexual diferenciada da deles...nos tornam monstros..como se fossemos anormais o q nao somos..a inteligencia nao traz cultura...e a cultura nao traz sabedoria...isso foi mt bem mostrado no post pelo Sr de classe alta que cometeu esse disparate contra a sociedade homossexual...
Parabens Di ^^